Vítima do aspartame

Por favor, ajude-nos a nos convencer que o que meu marido tem é envenenamento por aspartame. Queremos:  

1. Conformar se seus sintomas são típicos (embora já tenhamos uma boa idéia de que sim, com base em outras histórias que encontramos na Internet) e 

2. Conseguir mais informações sobre o processo de recuperação.  
        (i) É comum que os sintomas piorem depois de alguns dias de abstenção de aspartame? [Qualquer pessoa que saiba, por favor, responda, porque é com isso que estamos mais preocupados por agora, porque se não devia piorar talvez ele tenha alguma coença que não foi detectada e estamos perdendo tempo] 

        (ii) Quanto tempo deve durar a recuperação  
        (iii) A melhora é gradual ou súbita?  

Eis um breve histórico. Em 31 de dezembro de 1998 (que forma de passar o Ano Novo!) meu marido (35 anos) foi diagnosticado com diabetes (os exames de sangue até agora não determinaram se ele é do tipo 1 (dependente de insulina) ou do tipo 2, mas dois endocrinologistas acreditam que, seja como for, ele precisa usar insulina para sobreviver. Imediatamente ele começou a consumir bebidas dietéticas. Até então o único aspartame que ele usava era um pacotinho de Equal no café. Ele sempre gostou de refrigerantes, mas detestava os dietéticos. Por ser um diabético responsável, eliminou todas as sobremesas, etc., e começou a consumir Crystal Ice (um refresco tipo Q-Suco, dietético), chá gelado adoçado com Nutrasweet e refrigerantes diet. Ele também polvilhava Equal em cereais sem açúcar e, quando o nível de glicose no sangue estava baixo, ele corria para ajustá-lo com um iogurte de baixo com pouco açúcar e adoçado com Nutrasweet. 

Ele era um diabético bem controlado sem maiores complicações, só as irregularidades típicas do nível de glicose do sangue porque ele e os médicos estavam ajustando a insulina conforme a produção natural do seu organismo ia se reduzindo. 

Cerca de 8 semanas atrás ele começou a sentir-se mal. Durante 2 meses ele vem sentindo o seguinte:  
– A cabeça "enevoada" e apertada; às vezes, uma sensação equivalente a estar "desligado"  
– Tremores no corpo e nas mãos  
– Dedos frios  
– Dormência e comichão nos dedos dos pés  
– Cãimbras musculares  
– Problemas de focalização da vista e outros sintomas ligados aos olhos  
– Boca seca e mais vontade de urinar  
– Mal-estar geral, difícil de descrever em termos específicos  
– Nível de glicose difícil de controlar  

Ele foi a muitos especialistas (2 neurologistas, 1 enterologista e 2 endocrinologistas) e fez vários exames de sangue e uma ressonância da cabeça – ninguém encontrou nada, e todos concordam que (1) não tem nada a ver com a diabete e (2) pode ser algum "vírus" que irá embora a seu tempo. 

Seus sintomas mudavam constantemente e ficamos muito preocupados. Embora tenha havido dois períodos separados em que, durante uns 5 dias, os sintomas na cabeça, que eram os mais debilitantes, desapareceram. Na maior parte do tempo ele se sentia mal, embora alguns dias ou pelo menos alguns períodos do dia (a manhã costuma ser pior) eram piores que outros. Ele estava e ainda está com medo de estar morrendo e não ter ninguém que possa ajudar. 

Como chegamos a este ponto? Uma semana depois de montarmos nosso novo computador e finalmente nos juntarmos ao resto do mundo na "Information Highway" eu descobri as informações sobre a toxidez do aspartame. Tudo parecia fazer sentido. Ele só começou a usar o produto há alguns meses e, embora tenha começado antes de ele ficar doente, ele aumentou o consumo no verão porque é quando se bebe mais. E era um círculo vicioso, já que como o efeito tóxico mimetizava a diabete ele precisava comer mais iogurte (lembrem-se do Nutrasweet) e sentindo mais sede. Além disso, estou certa de que há algum efeito cumulativo. 

De qualquer forma, no domingo passado (15 de agosto) ele parou de repente. Poucos dias antes, começara um dos piores períodos. Infelizmente a abstenção de aspartame não fez os sintomas melhorarem (pelo menos ainda não). E nestes últimos dias ele está se sentindo ainda pior. Há síndrome de abstinência além da permanência da toxina no organismo? 

Esperamos e oramos para que ele melhore, mas precisamos de ajuda. Por favor, tente responder as perguntas feitas acima. Ainda mais  importante, por favor, responda-nos com qualquer caso conhecido em que os sintomas pioraram depois do término do consumo. 

Ele acha que vai morrer. Eu estou mais esperançosa, mas nossos dois filhinhos não estão felizes com o pai sempre doente. 

Como nota de rodapé, pesquisamos nos últimos dias e descobrimos que há um exame de sangue que pode ser feito para identificar estas toxinas. Ele fez o exame ontem. Esperamos que não seja tarde demais para que o resultado seja exato, já que o sangue foi extraído 5 dias depois da última ingestão de aspartame. Mas ele ainda sente os terríveis efeitos. O resultado só vai sair em pelo menos 10 dias. Queríamos saber se alguém já fez este tipo de teste e qual foi o resultado. 

Finalmente, se e quando ele ficar bom, vamos PROCESSAR TODOS ELES (fabricantes de aspartame e empresas que o usam em seus produtos, como a Coca-Cola). Alguém já tentou este caminho na Justiça e quais são as suas experiências. 

Agradeço antecipadamente a quem quer que se preocupe o bastante com nossa família de boas pessoas para nos escrever com suas opiniões. 

****************************  
Resposta de Betty Martini:  

Message: 8  
Date: Fri, 20 Aug 1999 12:19:40 -0400  
From: Betty Martini <Mission-Possible-USA@xxxxxxxxx.xxxx  
Subject: Re: Support For Recovery  

Como hoje estou trabalhando nos releases de imprensa do Aspartame Awareness Day, estou atrasada com meu e-mail, e depois lhe escrevo mais. O aspartame é muito, muito, muito viciante e, sim, há síndrome de abstinência. O dr. Roberts e o dr. Blaylock sugerem magnésio para proteger o cérebro e o coração. O dr. Roberts é especialista em diabetes. Mande um e-mail para help@dorway.com para receber um mapa das 500 páginas sobre aspartame no site www.dorway.com . Leia o artigo do dr. Roberts sobre aspartame e diabetes e o Diabetic Journal of India, 16 páginas sobre o perigo do aspartame. O dr. Roberts tem também um artigo sobre aspartame e boca seca. E outro sobre doença do aspartame e esclerose múlgipla. Observe os sintomas de seu marido. Já se descobriu a decomposição do aspartame do Crystal Lite na própria caixa, este é um dos piores produtos. As pessoas contam que sentem que vão morrer, e muitas talvez tenham morrido por não terem sido avisadas a tempo. Voltarei a escrever-lhe com mais informações. Abaixo da minha assinatura está o site do dr. Roberts, onde você pode encontrar livros e fitas, e em amazon.com você encontra o livro do dr. Russell Blaylock, "Excitotoxins: The Taste That Kills". Ele é neurocirurgião. Em primeiro lugar você precisa aprender como este veneno é mortal e levar para seu médico as informações que você pode encontrar e imprimir no Dorway. E também imprima o folheto que estamos começando a distribuir sobre o Dia da Consciência do Aspartame, 28 de agosto, em http://www.dorway.com/handouts.html . Lá você também vai encontrar muita informação, como o texto da dra. Cabot sobre limpeza do fígado. Um estudo recente demonstrou que o formaldeído se acumula nas células e danifica o DNA, com 50% de envenenamento do fígado. 

Stevia é excelente para diabéticos e ajuda o metabolismo da glicosa. É tão saudável e maravilhosa que a FDA chegou ao ponto de mandar a Stevita Company destruir seus livros de receitas para que o público não soubesse que ela é doce. Stevia é uma erva, nativa do Brasil, e não uma droga como o aspartame. Além disso, lembre-se que o aspartame foi criado como um remédio e interage com outras drogas e altera a química do cérebro. 

Quanto aos olhos, o metanol do aspartame converte-se em formaldeído e depois em ácido fórmico na retina do olho e destrói o nervo óptico. Leia What's Blinding the World (O Que Está Cegando o Mundo)  em www.dorway.com . O Community Nutrition Institute (Instituto Comunitário de Nutrição) enviou em 1986 uma petição à FDA exigindo que o aspartame fosse proibido, porque muita gente estava ficando cega, mas a FDA é leal à Monsanto e não ao público consumidor. A FDA traiu as confiança do público. Não esqueça de preencher o formulário de comunicação à  FDA que está em Dorway, e envie-o por carta registrada com uma cópia para mim. Eles não estão mais contando os casos e o dr. Friedman, que recebia os formulários, foi contratado pela Monsanto em junho deste ano. 

Recebo constantemente ligações telefônicas de pessoas com sintomas parecidos com os de seu marido. Recebi dois chamados hoje de gente que pensava estar morrendo, e tive de ligar para seus médicos para explicar o que estava acontecendo. Só agora os médicos estão descobrindo e repassando as informações para os outros médicos. É por isso que peço, por favor, que você imprima a documentação médica existente em DORway sobre os sintomas que seu marido está sofrendo e a leve para seu médico. Podemos pedir ao dr. Roberts ou ao dr. Blaylock que conversem com o médico de seu marido para explicar-lhe o problema e por que ele está sofrendo. O nível de enzimas de seu fígado deve estar muito alto, por isso peça ao médico que verifique. Aspartame é altamente tóxico para o fígado. 

Estou também recebendo chamados de pessoas que pedem a criação de grupos de apoio em todas as cidades e estados, e não apenas on line. Acho que isso terá de ser feito pelas próprias vítimas, porque eu mal tenho tempo de responder os milhares de e-e telefonemas que recebo todo dia. Mas gostarei muito de conversar com seu médico, assim como o dr. Roberts e o dr. Blaylock. Nós vamos lhe ajudar. Você deve ler o livro Breast Implants or Aspartame Disease?, do dr. Roberts, por causa do capítulo sobre o vício do aspartame que você precisa ler. O livro também discute o estudo de Trocho. Vá até  www.dorway.com/nomarkle.html e imprima a carta do dr. Blaylock para a Minneapolis Neuropathy Association (Associação de Neuropatia de Minneapolis) e o artigo do dr. Roberts, MS or Aspartame Disease (Esclerose Múltipla ou Doença do Aspartame), também nesta página. Seu médico precisa lê-los. 

Até breve,  
Betty Martini, Founder, Mission Possible International  
1. Faça o teste de 60 dias sem aspartame e conte-nos sua história.  
Mission Possible International  
9270 River Club Parkway   Duluth, GA 30097  USA  770-242-2599  
2. Conte a seu médico e a todos os seus amigos!  
3. Devolva alimentos Asparcidas para as lojas.  
(qualquer coisa que contenha NutraSweet/Equal/Spoonful/Benevia/NatraTaste)  
VISITE http://www.dorway.com Links para mais de 200 sites sobre aspartame  
VISITE http://www.holisticmed.com/aspartame/ FAQs & Casos  
VISITE http://www.notmilk.com A verdade sobre o BGH (HOrmônio bovino do crescimento)  
Incapacidade e Morte não são custos aceitáveis para as empresas!  
VISITE http://www.icanect.net/sunpress/ Livros sobre aspartame do dr. Roberts  

Please follow and like us: