Soja na festa de Wervel

Luc Vankrunkelsven

17 de setembro de 2005: Wervel comemora seus 15 anos de existência na chácara De Dobbelhoeve (http://www.dobbelhoeve.be), em Schilde. Quando Wervel dá uma festa, é claro que soja faz parte. Principalmente agora que será lançado nosso livro Kruisende schepen in de nacht. Soja over de oceaan. (1)

Soja onipresente. Soja em grão difícil de encontrar

Um casal de membros de Wervel não poderá comparecer à festa devido a um compromisso familiar.

Pedimos que eles sejam representados por uma taça cheia de grãos de soja. Seria uma competição com prêmio – “Quantos grãos de soja contêm esta taça?” – para animar um pouco a festa. No Brasil, é fácil encontrar mercados que vendem soja em grão. A idéia de que soja faz bem para mulheres na menopausa provavelmente tem a ver com isso. E talvez, também, o fato de que em São Paulo, e em muitas outras regiões do Brasil, moram muitos japoneses e outros asiáticos.

Grande é nosso espanto quando Gert comunica que não encontrou grãos de soja em lugar algum. Após procurar durante semanas, em todas as lojas de produtos naturais de Amsterdã até Maastricht, de Tongeren até Luik, ele finalmente os encontra em Maastricht, num supermercado chinês localizado na rua Santo Antônio – sim, o santo invocado para as causas perdidas. Uma nova descoberta: a soja custa 2,05 euro/kg, sete vezes mais do que Cargill paga no Porto de Paranaguá pela soja de melhor qualidade. O valor que o produtor recebe na sua propriedade é ainda muito menor. É a conhecida história dos intermediários que ficam com a maior parte do dinheiro, mesmo quando não houve nenhum processamento.

Soja: boa para prevenir o câncer?

Durante a festa, um senhor vem comprar o livro sobre soja de Wervel. Ele está curioso para saber se contém algo sobre os benefícios da soja contra o câncer.

Respondo que não me atrevi a trilhar este caminho, pois recebo muitas informações contraditórias sobre o tema. A soja seria benéfica contra o câncer de próstata nos homens e é interessante na menopausa das mulheres, mas também há notícias de que a soja poderia desencadear câncer em mulheres com predisposição. Enquanto isso, as indústrias ganham rios de dinheiro com bebidas à base de soja, doces à base de soja e outros alimentos à base de soja.

Deixo para outros a tarefa de pesquisar os efeitos benéficos da soja. O livro sobre soja discute, em primeiro lugar, o escândalo de que – no planeta – mais de 70% de todos os grãos de soja e 90% do farelo de soja vão parar nos cochos dos animais. Nós precisamos de exatos 45 capítulos para tocar superficialmente as várias conseqüências econômicas, sociais, ecológicas e culturais desta ‘febre da soja’.

[foto 2]

Soja na mesa de Wervel

 

A tarefa de Wervel é outra, embora a saúde e a preocupação do consumidor representem, muitas vezes, a porta de entrada para apresentar a situação global da agricultura e da alimentação de maneira mais ampla. Nós queremos, sim, tratar da soja para consumo humano – sou seja, ‘soja diferente’ –, mas também discutir a uniformidade e a dominância da soja no mercado mundial. Queremos encontrar as muitas alternativas disponíveis para substituir a soja.

 

A dependência de soja na criação de animais ocorreu muito rapidamente. O caminho de volta é cheio de solavancos. Não para as aves e suínos, mas para o agricultor e a agricultora.

 

Schilde, 17 de setembro de 2005.

 

(1)   Kruisende schepen in de nacht. Soja over de oceaan. Heeswijk-Dabar/Bruxelas-Wervel, 2005. Tradução em português: Navios que se cruzam na calada da noite. Soja sobre o oceano. Curitiba: Editora Gráfica Popular/Cefuria, 2006.

 

Please follow and like us: