Se os matadouros tivessem paredes de vidro…

Quando os animais sobrevivem à criação intensiva e ao transporte, todos, galinhas poedeiras, vacas leiteiras e ovelhas de lã – seja na granja de criação intensiva ou na fazenda de criação extensiva – todos são abatidos.

 abate de vaca  porcos

Você acabou de jantar, mas por mais que o matadouro esteja escrupulosamente longe dos olhos, a quilômetros de distância, ainda haverá cumplicidade.

Ralph Waldo Emerson "Fate", The Conduct of Life (A Conduta da Vida), 1860

Os animais em matadouros sentem o cheiro, ouvem e, muitas vezes, vêem o abate dos outros animais que estão à sua frente. À medida que eles se debatem, os funcionários humanos, que frequentemente são pressionados para manter a linha de produção se movendo rapidamente, reagem com impaciência contra os animais.

 

Em 1998, uma investigação secreta em uma granja industrial de porcos descobriu que os funcionários estavam espancando uma porca com bastões, tentando matá-la soltando um paralelepípedo na sua cabeça várias vezes, e então tirando sua pele ainda viva.

Métodos comuns usados para causar inconsciência em animais mamíferos antes do abate:

  • Pistola – Uma "pistola" é apontada para a cabeça do animal e uma vara de metal é disparada para dentro do cérebro. A pontaria é difícil quando os animais se debatem e a vara é disparada fora do alvo em outras partes da cabeça inúmeras vezes.16

  • Atordoamento elétrico – Atualmente é usado para causar um ataque paralizante. A garganta é então cortada e o animal sangra até a morte. Em uma pesquisa do USDA (Departamento de Agricultura norte-americano), o Dr. PhD Temple Grandin declarou que "a amperagem insuficiente pode causar a paralisia de um animal sem diminuir a sensibilidade."13

abate

Em outra pesquisa do USDA de 1996, os procedimentos de atordoamento foram avaliados como "inaceitáveis" ou "com sérios problemas" em 36% dos matadouros de ovelhas e porcos e em 64% dos matadouros bovinos pequisados.16

abate de frangos

De acordo com Steve Cockerham, inspetor do USDA para os matadouros de Nebraska e Lester Friedlander, ex-veterinário do USDA, nos EUA, alguns abatedouros arrancam a pele dos bois ainda vivos rotineiramente, fazem imersão dos porcos ainda vivos nos tanques de escaldamento e maltratam animais ainda conscientes para manter as linhas de produção em velocidade constante. Ambos declararam que as leis federais que requerem que os matadouros façam o abate humanitário tem sido cada vez mais ignoradas à medida que as usinas de processamento de carne se tornam maiores. Cockerham disse que via frequentemente os funcionários cortarem pés, orelhas e mamas das vacas que ainda estavam conscientes depois que as pistolas de atordoamento falharam. "Elas ainda estavam se movendo e piscando os olhos. É algo doentio de se ver", disse Cockerham.17

Na minha opinião, se a maioria dos que comem carne nos centros urbanos visitassem uma granja industrial para ver como as aves são criadas, e pudessem ver como as aves são "ceifadas" e então "processadas" em uma usina de processamento de carnes, essas pessoas não apenas ficariam impressionadas mas talvez algumas delas amaldiçoassem e jurassem não mais comer galinha e talvez as demais carnes.

Dr. PhD Peter Cheeke, "Contemporary Issues in Animal Agriculture" (Questões Atuais da Pecuária), 1999

 

O Farm Sanctuary (Fazenda-Santuário) gravou em vídeo galinhas ainda conscientes tendo suas gargantas cortadas e introduzidas em tubos para sangrar. Algumas galinhas escapam e andam em volta sangrando até a morte. ("Humane Slaughter?"/Abate Humanitário?) A cada ano, inúmeras galinhas, perus, patos e gansos são submergidos nos tanques escaldantes ainda vivos, morrendo escaldados ou afogados.18,19

Para induzir paralisia e facilitar o trabalho, é usado normalmente o atordoamento elétrico. Há divergências consideráveis sobre se o atordoamento faz com que as aves fiquem inconscientes.3 É possível que o choque seja uma "experiência intensamente dolorosa".20

perus abate

Animais são criaturas de Deus, não são propriedade humana, nem utensílios, nem recursos, nem tampouco mercadorias. São seres preciosos aos olhos de Deus.

Reverendo Andrew Linzey Oxford University, "Animal Theology" (Teologia Animal), 1995

 

 

 

Please follow and like us: