Rodrigo, vocalista da banda capixaba Dead Fish

Uma alimentação saudável e respeito incondicional com os animais. Essa turma sempre passa longe de churrascos e, se ficarem neles, se contentam com um pãozinho com vinagrete.

Enfim, esta opção de abstrair a carne do dia-a-dia é encarada como alienação para muitos, afinal o animal está ai para ir para o prato – para que reduzir o elo da cadeia alimentar? Hambúrguer de soja?

Uma das razões que os vegetarianos de plantão alegam é que os animais sofrem nas mãos da indústria agropecuária. Ficam confinados e preparados desde o começo de sua vida ao abate. E o principal: Não matar animais! Não Agora quem come carne rebate com o pretexto que os vegetais também sofrem. A alface está ali indefesa, sem ter para onde fugir… Existem até movimentos a favor do consumo de carne.

Travis Baker a espera do próximo alface

Na música temos vários exemplos de proteção aos animais, pessoas que adotaram uma dieta à base de alface. Como os irmãos Madden do Good Charlotte e o vocal Billy Martin também se tornaram adepto pela causa sem carne.

O Blog do Site conversou com Rodrigo, vocalista da banda capixaba Dead Fish, que é vegetariano para falar sobre este tema.

mtv.com.br – Você tem alguma dificuldade para arrumar lugares vegetarianos para saciar a fome?
Rodrigo – Quando eu morava no Espírito Santo era difícil. Agora em São Paulo, na região central tem sete opções para comer pertinho de casa. Tem muita gente preguiçosa em levar a sério.

mtv.com.br – E quando você decidiu se tornar um vegetariano?
Rodrigo – Eu tinha 17 para 18 quando eu parei de comer carne. No primeiro ano eu parei de comer carne vermelha, e no ano seguinte eu já não conseguia comer outras carnes.

Surfista, vegetariano e cantor nas horas vagas

mtv.com.br- Por que?
Rodrigo – Minha família é super carnívora. Meus irmãos sempre fazem uma picanha ou comem uma bela feijoada. Decidi me tornar vegetariano dois dias depois de uma feijoada, nunca me fez bem. Nessa fase montei uma banda de hardcore, de punk rock e já tinha o vegetarianismo envolvido com a cena. Depois descobri que também é uma postura política. Ser vegetariano é estar ecologicamente mais correto. Entrar em contato com outras espécies. Não ficar nesta pose eterna de que o homem é o dono da situação que desrespeita tudo e todos.

mtv.com.br – Fale de alguma banda que você gosta e que tenha algum vegetariano(a).
Rodrigo – Começo com o Ian Mckaye (Fugazzi /Minor Threat), tem o Michael Stipe do R.E.M, tem muita gente! A mina do Pretenders a Chrissie Hynde, a Rita Lee, o Japinha do CPM22 e muitos outros.

Nessa linha de abstenção e valorização de causas temos diversos movimentos coligados ao vegetarianismo, como o veganismo (que não consomem ou usam de nenhum jeito, de origem animal).

Como podem matar um bicho tão bonitinho

E uma nova front que surge o freeganismo – “free” (livre, em inglês) + vegan. Para ter uma vida melhor os “freegans” defendem um estilo de vida privado do consumo exacerbado e adotam alternativas para um cotidiano melhor como os squats (lugares abandonados onde se torna centros comunitários e moradia para todos, o que deveria ser na prática um direito e não uma regalia – essa prática na Europa é antiga e é geralmente relacionada com o movimento punk)

Vegetariana e contra os rodeios
A carne bovina é rica em proteínas, minerais, vitaminas…

Comer carne ou não? Fazer os animais ou vegetais sofrerem? Ouça a mensagem de George Foreman sobre os vegetarianos.

Qual é a sua escolha?

por Brunno Constante joinha [joinha] às 11:11 // link permanente, comentários (54)

sexta, 6 de outubro de 2006
Please follow and like us: