Ricky Martin

Nome completo: Enrique José Martin Morales
Data de nascimento: 23.12.1971
Gênero: Latino, Pop
Site oficial: http://www.rickymartin.com

Nascido e criado em Porto Rico, Ricky Martin começou sua carreira de sucesso aos 12 anos quando foi escolhido para substituir Ricky Melendez na ‘boy band’ latina Menudo de 1984 a 1989. Nessa época ele viajou o mundo e gravou em diversas línguas, incluindo italiano, português e inglês.

Quando deixou o grupo, resolveu continuar na carreira artística. Ricky foi estudar em Nova York. Na volta, foi morar no México, onde sua vida tomou um outro rumo e ele se tornou ator.

O começo foi no teatro, no musical “Mama ama el Rock” e “Los tenis Rojos”. Em seguida, Ricky investiu nas novelas participando de “Alcanzar una Estrella II” e “Por siempre Amigos”. Ele chegou a ganhar um Heraldo, equivalente mexicano do Oscar, por sua atuação em “Mas que Alcanzar Una Estrella”, filme baseado na novela.

Em 1990, Ricky assinou contrato com a Sony Music e no ano seguinte lançou seu primeiro álbum solo “Ricky Martin”, que vendeu mais de 1 milhão de cópias. Em seguida veio “Me Amaras” um disco mais maduro, que fez com que ele ganhasse o prêmio de Melhor Artista Latino Revelação no Billboard Vídeo Awards de 1993.

Foi nessa época que Ricky resolveu tentar ser ator mais uma vez e se mudou para Los Angeles. Ele apareceu em 2 episódios da sitcom “Getting By” e em 1994 fez sua estréia no horário nobre da TV americana no papel de Miguel Morez da novela “General Hospital”.

Dois anos depois, ele voltou para o que realmente gostava: a música. E foi aí que veio o estouro.

Ricky se muda para Miami e junto com o compositor Desmond Child, o produtor e ex-companheiro de Menudo Robi Draco Rosa e o agente Ângelo Medina, lança “A Médio Vivir”, sucesso mundial com o hit imediato Maria (música de abertura da novela ‘Salsa e Merengue’ aqui no Brasil).

Ricky grava a versão em espanhol da música Go the Distance, da trilha sonora do desenho “Hércules” da Disney.

Em 1998, chega o mercado “Vuelve” com a música La Copa de La Vida, tema da Copa do Mundo da França.

No ano seguinte, o cantor lança seu primeiro álbum em inglês, que também se chama “Ricky Martin”. É nesse disco que está um de seus maiores sucessos Livin’ La Vida Loca (número 1 em várias paradas incluindo os EUA); além de outros como She’s All I Ever Had e a regravação de Maria. Até hoje, foram vendidas mais de 25 milhões de cópias desse álbum.

O trabalho seguinte seria mais um em inglês, “Sound Loaded”. Os destaques ficam para as músicas She Bangs e Nobody Wants to Be Lonely, um dueto com Christina Aguilera.

Em 2001, são lançadas duas coletâneas: “La Historia” e “The Best of Ricky Martin” (com novos remixes de seus sucessos e uma parceria inédita com Madonna na faixa Be Careful (Cuidado com Mi Corazón).

Ricky volta aos estúdios em 2003 e lança “Almas Del Silencio”. Os destaques são as faixas Jaleo, Si Tu Te Vas e Tal Vez.

Em 2005, ele volta com mais um álbum em inglês, o décimo de sua carreira, “Life”. Ricky co-escreveu todas as músicas e declarou que é um dos seus discos mais pessoais, que mostra todo tipo de sentimento, como a vida é. O trabalho também tem muita influência do reggaetón e black music. Os sucessos ficam por conta das músicas I Don’t Care (com Amérie e Fat Joe) e Drop It On Me (com Daddy Yankee).

Recentemente, Ricky adotou duas meninas da Índia. Ele adora ajudar as pessoas e tem uma organização beneficente, a Ricky Martin Foundation, que criou o projeto People for the Children, visando combater a indústria de exploração sexual e tráfico de crianças pelo mundo.

Curiosidades: ele tem 1,84m de altura; seu apelido na família é Kiki; é vegetariano; em 1999 foi eleito pela revista People, uma das 50 pessoas mais bonitas do mundo; chegou a ter um restaurante em Miami chamado ‘Casa Salsa’; a música Livin’ La Vida Loca faz parte da trilha sonora do filme “Shrek 2” e é cantada pelos personagens do burro e do gato de botas.

por Carol Pignatari

Please follow and like us: