Relatório mostra perigo para saúde humana de frango tratado com antibióticos

Relatório mostra perigo para saúde humana de frango tratado com antibióticos  

WASHINGTON (AP) — Uma nota do Governo norte-americano sugeriu nesta quinta-feira que mais de cinco mil pessoas em todo o país sofreram contaminação e desenvolveram resistência a antibióticos ao consumirem carne e derivados de frango. 

Entretanto, o FDA — ministério da Saúde norte-americano — diz que a nação não tem estatísticas suficientes para confirmar o perigo do consumo desse tipo de carne e derivados. 

O relatório, que vem sendo debatido em um congresso do FDA que reuniu peritos em segurança dos alimentos e veterinários, é a primeira tentativa de prevenir os riscos à saúde dos seres humanos contra a carne de animais tratados com antibióticos. 

Muitos especialistas em saúde dizem que as drogas usadas nos animais diminuem também o poder de ação dos antibióticos quando administrados nas pessoas. 

Entretanto, a indústria de remédios veterinários insiste que não existe qualquer risco para os consumidores. 

O risco levantado pelo FDA foi baseado em um modelo matemático e examinou a infecção mais comum disseminada pelo consumo de carne de animais de granja. 

Freqüentemente, a doença é difundida pelo fraco cozimento do produto e tem entre outros sintomas a diarréia. 

O órgão calcula que a infecção levou cinco mil pessoas a médicos, que prescreveram tratamentos com antibióticos que já tinham sido administrados nos animais. 

Os pacientes, que consumiram esse tipo de carne, não tiveram melhora com o remédio pois adquiriram imunidade ao comerem da carne. 

Fonte: (Copyright Associated Press. Todos os direitos reservados) 

Please follow and like us:

Relatório mostra perigo para saúde humana de frango tratado com antibióticos

Relatório mostra perigo para saúde humana de frango tratado com antibióticos 

WASHINGTON (AP) — Uma nota do Governo norte-americano sugeriu nesta quinta-feira que mais de cinco mil pessoas em todo o país sofreram contaminação e desenvolveram resistência a antibióticos ao consumirem carne e derivados de frango. 

Entretanto, o FDA — ministério da Saúde norte-americano — diz que a nação não tem estatísticas suficientes para confirmar o perigo do consumo desse tipo de carne e derivados. 

O relatório, que vem sendo debatido em um congresso do FDA que reuniu peritos em segurança dos alimentos e veterinários, é a primeira tentativa de prevenir os riscos à saúde dos seres humanos contra a carne de animais tratados com antibióticos. 

Muitos especialistas em saúde dizem que as drogas usadas nos animais diminuem também o poder de ação dos antibióticos quando administrados nas pessoas. 

Entretanto, a indústria de remédios veterinários insiste que não existe qualquer risco para os consumidores. 

O risco levantado pelo FDA foi baseado em um modelo matemático e examinou a infecção mais comum disseminada pelo consumo de carne de animais de granja. 

Freqüentemente, a doença é difundida pelo fraco cozimento do produto e tem entre outros sintomas a diarréia. 

O órgão calcula que a infecção levou cinco mil pessoas a médicos, que prescreveram tratamentos com antibióticos que já tinham sido administrados nos animais. 

Os pacientes, que consumiram esse tipo de carne, não tiveram melhora com o remédio pois adquiriram imunidade ao comerem da carne. 

Fonte: (Copyright Associated Press. Todos os direitos reservados) 

Please follow and like us:

Deixe uma resposta