Perdigão entra na era dos alimentos à base de soja

São Paulo – A Perdigão investiu R$ 2,5 milhões para ampliar a linha Escolha Saudável com itens à base de soja. A partir da próxima semana, os consumidores de São Paulo e Rio de Janeiro poderão conferir a salsicha, o hambúrguer, o minikibe, o Cordon Verde e o nugget Patitas na versão vegetal.

Tradicionalmente fabricados com carne, esses produtos levaram oito meses para serem desenvolvidos pelos pesquisadores da empresa, reunidos no Centro de Tecnologia da Perdigão, em Videira (SC). De acordo com a companhia, além de serem ricas em proteína vegetal, as novidades ainda são livres de colesterol e apresentam alta concentração de fibras.

O custo dos produtos à base de soja será de duas a três vezes maior do que o dos itens tradicionais. Até por essa razão a empresa pretende focar a comercialização das novidades em pontos-de-venda voltados a um público A e B das grandes cidades. As eleitas para conhecê-las em primeira mão foram São Paulo e Rio de Janeiro. Em seguida os produtos devem ganhar Campinas (SP) e a Região Sul. Apenas para 2004 é prevista a distribuição para outras praças.

"Nossa expectativa é que esses produtos vendam de 20 a 30 toneladas por mês, o que permitirá com que recuperemos o investimento em um ano e meio", diz o gerente de desenvolvimento de novos produtos da Perdigão, Eduardo Jakus. "Apesar de este ser um volume inferior ao que costumamos, ele é bastante considerável, por se tratar de um produto especial, que tem um público bastante distinto".

Público especial

De acordo com Jakus, a intenção da empresa é conquistar, com as novidades, o público vegetarianos, pessoas que por motivos religiosos não consomem carne, como judeus e adventistas e praticantes de atividades físicas que precisam de uma dieta rica em proteínas. Sem contar com os homens e mulheres com mais de 40 anos, que tendem migrar para o consumo desse tipo de produto por conta das últimas pesquisas em torno dos benefícios da soja.

Jakus lembra que o Food and Drug Administration (FDA), versão americana para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), comprovou em pesquisa que a substância isoflavona, presente na soja, pode inibir e prevenir o aparecimento de diversos tipos de câncer, como o de mama e da próstata. Para o FDA, a ingestão diária ideal é de 25 gramas de proteína de soja. Essa proteína, segundo informações da empresa, não encontra nenhum fabricante nacional, daí a Perdigão estar importando a matéria-prima dos Estados Unidos.

Amanda Brum

Fonte: Estadão http://www.estadao.com.br/economia/noticias/2003/ago/15/190.htm 

Please follow and like us: