Não basta sermos ovo-lacto-vegetarianos?

Oi Érica:

Ovo-lacto-vegetarianismo já é um ótimo começo, mas seria coerente ser perseverante, ou seja, assumindo-se que somos vegetarianos devemos rejeitar todo o alimentos que já tenham sido corpinhos de animais, seja o corpão de uma vaca, até o pequeno organismo de um camarão ou um escargot. Fui ovo-lacto-vegetariano radical (pra variar a bendita palavra) por mais de 16 anos, sem nem ter idéia de que o veganismo era viável (eu acreditava no mito das proteínas, do ferro, do cálcio, e nos "doutores" da vida). Apenas em 1997 é que fui conhecer a verdade sobre o leite e os ovos (é claro que eu não era inocente a ponto de pensar que os animais eram criados soltos, mas eu não tinha tanta idéia sobre os detalhes do sofrimento que estes animais sofrem ao longo de sua vida), então conheci materialmente pessoas que eram vegans sinceros (já havia ouvido falar, mas pra mim eram tão distantes quanto aqueles monges indianos que só bebem leite e fazem previsões sobre o futuro olhando em seu rosto, ou seja, tanto podiam existir quanto podiam deixar de existir, mas estavam distantes). Daí decidi que se outros podiam e continuavam vivos, eu também poderia conseguir, e me tornei vegan radical (ops…), ou seja, nunca mais dei pra trás.

Penso que uma das decisões mais importantes da vida de uma pessoa é optar pelo vegetarianismo, não importa por qual motivo. Embora pra mim a compaixão (altruismo) esteja infinitamente acima dos cuidados com a própria saúde, penso que seja qual for o motivo, o resultado é o mesmo: Quanto mais vegetarianos houver no mundo menos animais serão mortos pela indústria da carne.

Também acho que um passo de cada vez seja uma proposta justa: Quando entrei na lista em junho do ano passado algumas das primeiras mensagens que recebi falavam que não deviamos nos isolar no "clube dos vegetarianos", organizando caçadas às bruxas, lendo rótulos de produtos e nos rejubilando cada vez que encontrássemos um produto supostamente vegan com um ingrediente animal. Ser ovo-lacto-vegetariano já é bom demais, só se torne vegan se vc sentir que está preparada. O vegetarianismo não deve ser uma pena ao praticante, não deve ser um sacrifício; deve ser algo que lhe dê prazer em fazer cumprir, em ver acontecer. Claro que se eu fosse o "dono do mundo" seria um ditador que puniria a morte de animais da mesma forma que eu puniria o assassinato de humanos, independente da opinião da maioria, mas desde que supostamente vivemos em uma democracia e as leis permitem que façamos com os animais o que bem entendermos, vai da consciência de cada um qual o nível de compaixão que exercerá.

[]s

Sérgio Greif

Please follow and like us: