Médico na cozinha

Alimentos naturais, integrais e crus, mais que medicamentos, são fortes aliados da saúde e do bem-estar

A medicina é uma ciência ampla, viva e em constante mutação. É assim que vê sua profissão o Dr. Alberto Peribanez Gonzalez. Ele recorda se sentir um doutor desde pequeno, com uns oito anos de idade, e acredita que abraçará esse ofício até os 90.

 A particularidade desse cirurgião, que fez doutorado na Alemanha e nos últimos anos atua com medicina da família pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) em Campos de Jordão, interior paulista, é que ele orienta seus pacientes no sentido de cuidarem de sua saúde por intermédio da alimentação, preparando a sua própria comida.

Ele mesmo coloca a mão na ´massa´. Seu interesse pela cozinha é antigo. Quando era residente de cirurgia, no Hospital Universitário de Brasília e, mais tarde, na Ludwig Maximilian Universitat de Munique, já praticava o vegetarianismo e lia Lezaeta Acharán, Henry Thoreau, estudava medicina chinesa, tudo para tentar não se limitar à visão reducionista da medicina convencional.

Clique para AmpliarInquirido se médico e cozinha combinam, ele responde de forma científica: ´Ainda hoje pratico medicina de ponta, por via endoscópica, usando microscopia de campo escuro, preparando hidrocólon terapias ou enxágues hepáticos. Apenas adotei alguns princípios de Hipócrates, que há 2.400 anos dizia que nosso alimento seria o maior medicamento´.

E pondera, lembrando do princípio do médico grego que dizia que o alimento curava, o que não curasse, plantas medicinais poderiam curar. E, o que elas não pudessem curar, o ferro poderia.

´O ferro – penso eu – é o bisturi, o catéter, a intervenção. Acredito que apenas coloquei as coisas no seu devido lugar´, pontua.

Prioridades

Que tipos de alimentos são capazes de gerar saúde e bem-estar, além de promover curas? Bom, os próprios males modernos indicam que têm se utilizado a volúpia à mesa de forma realmente danosa, causando desde o diabetes, a problemas coronarianos e obesidade, dentre os mais incidentes.

Para Gonzalez parece óbvio que os alimentos mais simples, naturais e integrais, principalmente se ingeridos crus, são os mais vitais e geradores de vigor físico. Foi isso que o levou a escrever ´Lugar de Médico é na Cozinha´, livro que teve uma bem sucedida primeira edição independente (vendeu 10 mil exemplares) e, agora, uma segunda pela Editora Alaúde, referência em obras de nutrição e saúde.

A prática médica desse doutor é voltada, como ele explica, para a prevenção primária,(significado embutido no próprio nome), prevenção secundária (a que se faz após eventos críticos – como infarto do miocárdio ou extirpação de um tumor), além da terapêutica (como no caso de dislipidemias, hipertensão, diabetes, constipação e processos inflamatórios crônicos). Neste ponto, justifica, é que a prática do alimento vivo chega a um refinamento máximo, uma vez que, a seu ver, toda a habilidade do médico e sua equipe é posta em ação.

Terapêutica

Sua abordagem profissional se dá à maneira clássica, comenta o médico: ´Abordo meu paciente com história clínica, ectoscopia (exame físico), exames complementares, prescrevo alopatia e indico cirurgia, se necessário. Formei-me médico para, exatamente, poder contra-indicar o tratamento natural como opção única, caso seja a situação apresentada. Tendo um caso incluído nos critérios observados, passo tratamento 100% natural, com aulas de culinária logo na seqüência´.

Como se especializou em cirurgia, Dr. Gonzalez continua fazendo intervenções, só que agora realiza procedimentos cirúrgicos não invasivos, endoscopia e procedimentos de limpeza metabólica e funcional. ´Ofereço ao meus pacientes exatamente tudo aquilo que pratico. Alimentos vivos, culinária viva, pães desidratados, vegetarianismo predominante e vários outros conceitos, como a retirada de gorduras industriais, amidos e açúcares da dieta diária´, revela satisfeito.

Clique para Ampliar

Sob a alcunha de ´médico verdureiro´ ele criou com outros profissionais a Oficina da Semente, a qual agora está se tornando uma clínica. Participa de atividades na terra, como fiscalizador e visitante das hortas orgânicas. ´É uma organização em rede com vários participantes no ambiente rural. Na cozinha, temos técnicos de nutrição que ensinam o preparo dos alimentos. Mas, quando estou presente, entre uma e outra consulta, preparo alguns dos deliciosos pratos, como beringela prensada, macarrão de abobrinha, leite de nozes e muito mais´, diz o doutor mestre-cuca.

LIVRO
"Lugar de médico é na cozinha – Cura e saúde pela alimentação viva"
Alberto P. Gonzalez
R$ 49,00
296 páginas
2008
EDITORA ALAÚDE

ROSE MARY BEZERRA
Redatora

 
Please follow and like us: