Matadouro de suínos

A imagem dos suínos existente no mundo (onde a própria palavra porco leva imagens de sujeira e seres inferiores), fez com que este animal seja um dos mais sacrificados no seu processo de criação intensiva.              

No matadouro sua sorte não é diferente. Ao chegar do transporte, os porcos são conduzidos através de currais semelhantes aos utilizados para gado.      

Entretanto, como observado anteriormente, o método de abate com a pistola pneumática é mais lento que o processo automático com eletrochoque e num               animal menor como o porco, esse é o método utilizado.              

Os animais são desacordados através de eletrochoques dolorosos que, na maioria das vezes,  causam somente a paralisia e os mesmos permanecem conscientes. Eles são então pendurados em correntes por uma das patas traseiras e degolados com uma faca afiada, onde se aguarda então o sangue escorrer para os tanques. 

Como no caso das aves, as próximas etapas de imersão em água fervente e desmembramento não causariam dor a um animal morto mas, uma vez mais               devido à velocidade de abate dos atuais matadouros, muitos animais são mergulhados conscientes na fervura ou chegam ainda piscando os olhos na mesa de corte e esfola.   

Colaboração: Gledson Silva 

Please follow and like us: