Mastercard discrimina vegetarianos – Carolina Gladyer Rabelo

De:           Carolina Gladyer Rabelo   
Data:        sábado, 24 de dezembro de 2005
Para:        andrea_denadai@mastercard.com
Cc:           pdidier@cdn.com.br ; selma@cdn.com.br; zaccaria@cdn.com.br     
Assunto:   A Vexatória Campanha da Mastercard        

Prezada Sra. Andrea e copiados,          

Vislumbro saber por parte da Mastercard, qual é o posicionamento tomado frente ás propagandas vexatórias e discriminatórias inerentes aos vegetarianos.       

Tento entender qual foi o fulcro e a motivação das propagandas baixas e absurdas, que atacam todos os entes pertencentes de um estilo de vida diferenciado, com uma política de preservação ambiental.      

Almejo logo, resposta decente, em controvérsia as propagandas ora exibidas em jornais, como por exemplo no "O Estado de São Paulo" no mês de setembro do ainda corrente ano.      

Penso que em uma sociedade capitalista e consumista como esta em que vivemos, ainda mais em um pólo sócio-cultural desenvolvido como o de São Paulo, que as empresas como a MASTERCARD estejam interessadas em manter e adquirir novos clientes… e não perdê-los, como está a fazer. Eu e todos aqueles que ainda acreditam poder mudar o mundo face aos preconceitos sofridos, estaremos cancelando nossos cartões.      

A principal concorrente da vossa empresa faz propagandas mais inteligentes e agradáveis. Talvez por isso, APENAS, estaremos eu, toda minha família, todos os meus amigos e todos aqueles a quem minha voz alcançar, fazendo apologia contra o preconceito e mudando as bandeiras de nossos cartões.      

Sinto muito pela falta de profissionalismo e principalmente de respeito por parte da Mastercard.      

Qual será o próximo slogan da Mastercard? Será contra os miseráveis dos países infortunamente menos favorecidos?  Contra as mulheres? Contra os obesos? Ou será contra os negros? Tudo isso se consagra preconceito. Me sinto ultrajada e muito, mas muito envergonhada. Pois caso a Mastercard não saiba, existem pessoas que são alérgicas a certos alimentos e portanto, não podem administrá-los.      

Qual é o problema em ser vegetariano para a Mastercard? Qual é o problema em ser feliz?

É dessa forma que pretendem atingir todo mercado?      

Sinceramente,           

Carolina Gladyer Rabelo     Guarujá – SP     

carolina@delphinoadvogados.com.br    

carola@carrier.com.br

Please follow and like us: