Mas na Natureza os animais são carnívoros, matam uns aos outros.

Pergunta feita por Ludmila, Belo Horizonte MG. lista de discussão veg-brasil

oi Ludmila

os animais  matam os  outros  animais  por instinto…pra  sobreviver…a natureza  é  um “banquete”.   um come o outro….os animais  não  matam apenas para  matar….eles  caçam  para sobreviver…é algo instintivo  e  para  preservação  da espécie. não é o caso  dos  seres humanos…que se colocaram na posição  do topo  da cadeia alimentar.
os humanos  comem em excesso…de tudo e  comer  carne ou não  , não  é uma questão  de  sobrevivência….a  dieta  carnívora  é  cultural…..todos  nós  fomos  acostumados  a comer  carne  desde  pequenos….
as pessoas  se quer  pensam em como  chega a carne até  a  mesa! fazer   a  opção  de  ser  vegetariano  é  de  cada um. é uma opção particular…e  qualquer  um sobrevive  sem ela!
as  criações  de animais, em massa,   para  abate,   virou uma indústria….é  movida  a  Grana…tudo  tem  algo a  ver  com carne, e subprodutos da  criação  de  animais.  vivemos  num mundo onde  tudo é apoveitado  dos  abatedouros..dos  frigoríficos…tudo….
é uma bola  de neve e  as  pessoas  não  estão  muito (ou nada) preocupadas em mudar.  as que mudam  tem uma  percepção  e uma  sensibilidade diferentes.  tem uma  mente
consciente
[]
vi/SP

 

Oi Ludmila! Tudo legal? Espero que sim… Eu acho sinceramente que se somos vegetarianos é porque somos muito sensíveis a ponto de não querermos nenhum mal aos nossos irmãos (animais não-humanos)… Somos vegetarianos e independentes…. Se os meus irmãos me
vissem na floresta, certamente os carnívoros me veriam como um alimento… mas se estivesse na floresta e a única alternativa fosse matar um veado para me alimentar, eu com certeza acabaria morrendo de fome… Entendeu?
Beijossss, Priscila

Oi Vivian,

De maneira geral, concordo com voce. So queria acrescentar o seguinte:

>as pessoas  se quer  pensam em como  chega a carne até  a  mesa!

Acho que este e o principal problema. As pessoas nao vem um bife como um pedaco de um corpo que sofreu e sim como um simples componente da sua comida.

>as  criações  de animais, em massa,   para  abate,   virou uma >indústria….é  movida  a  Grana…tudo  tem  algo a  ver  com carne, e >subprodutos da  criação  de  animais.  vivemos  num mundo onde  tudo é >apoveitado  dos  abatedouros..dos  frigoríficos…tudo….é uma bola  de neve

A industria da carne e seus subprodutos realmente e fortissima, mas so existe porque existem consumidores. Da mesma maneira que so existem ladroes de carro e toca-fitas porque existem aquelas pessoas honestas que para gastarem menos compram produtos “sem procedencia”. Seria ingenuidade pensar que tudo e culpa da industria.

Eu costumo dizer que, se o homem realmente comesse carne por instintinto de sobrevivencia eu nao o condenaria, ou seja, uma pessoa numa floresta ou algo que o valha, morrendo de fome, caca um coelho com suas proprias pernas e bracos e o mata com seus proprios dentes. E isso o que faz o leao, sem armas, sem artificios, ele esta la para matar ou morrer. Isso e instinto de sobrevivencia e nao ir ao acougue comprar um quilo de file.
Beijos,
Erica.

 

OLÁ PESSOAL!
OBRIGADA POR TODAS AS RESPOSTAS,MAS POR EXEMPLO,MEUS CÃES ,QUANDO VEÊM UM GATO,O MATAM SÓ POR MATAR,ELES NÃO O
COMEM,DA MESMA FORMA QUANDO PEGAM UM CALANDO. EU JÁ VI ELES MATAREM E COMEREM APENAS PASSARINHO. ELES NAO PASSAM FOME,DE MANEIRA NENHUMA,PORTANTO,ELES NAO ESTARIAM MATANDO POR SOBREVIVENCIA,E AÍ? O QUE É QUE EU FALO ?
TCHAU
LUDMILA

Saudações, Ludmila.
De fato, animais matam-se uns aos outros, mas nós não costumamos basear nosso padrões morais no comportamento dos animais. Por muitas vezes eu ouvi alguém dizer, ao tomar conhecimento de um crime hediondo: “Mas quem fez isso não é humano. É um animal!” Isto muito embora os animais sejam incapazes de cometer as atrocidades que os seres humanos cometem! Outro dia eu conversava com um amigo, cristão fervoroso, sobre minha opção pelo vegetarianismo. Este amigo várias vezes havia me dito que “devemos nos libertar de todos os nossos vícios, todos os nossos instintos animais…”, e por aí vai. Acontece que, quando conversávamos sobre o hábito de comer carne, este muito honesto cristão afirmou ser um contumaz comedor de carne por considerar este hábito natural à espécie humana! Eu então lhe perguntei: “E onde fica toda aquela conversa sobre nos libertarmos de nossos instintos animalescos?” Ora, ele não teve argumentos.

Outra coisa que se pode dizer nestas situações é o seguinte: muito bem, o leão mata o veado! Mas aquele veado viveu toda sua vida em seu ambiente natural, estabeleceu laços afetivos com aqueles de sua comunidade, pastou e correu livremente pela selva, enfim, viveu com
liberdade! Ao passo que nós humanos torturamos nossas presas durante toda a vida! Aprisionamo-las e comandamos suas vidas conforme nos apraz, sem nos importar com seus interesses, submetendo-as a sofrimentos terríveis. Isto não me parece algo justo. E, para finalizar, Ludmila: quando um leão mata para alimentar-se, ele o faz por não possuir outra alternativa. Seu organismo não aceita outro alimento que não a carne. Além do mais, animais não possuem faculdades intelectuais desenvolvidas o suficiente para questionar os próprios hábitos instintivos. Nós, humanos, possuímos o direito de tomar nossas próprias decisões morais e, o que é mais importante, temos um organismo perfeitamente adaptado para uma dieta vegetariana! Alguém suficientemente educado que opta por continuar a matar para
alimentar-se em vez de adotar uma alimentação vegetariana, creio que não faz uma boa escolha moral.
Um abraço,
Marcelo Freitas

Oi Ludmila,

> EU JÁ VI ELES MATAREM E COMEREM APENAS PASSARINHO.
> ELES NAO PASSAM FOME,DE MANEIRA NENHUMA,PORTANTO,ELES NAO
> ESTARIAM MATANDO POR SOBREVIVENCIA,E AÍ?

Eles não têm escolha, mas os humanos têm. Nos animais, esse comportamento é quase automático.

Nós humanos, quando uma pessoa agride ou magoa, o impulso é de dar o troco na mesma moeda, olho por olho, ou fazer retaliações, mas ainda há mecanismos de inibição desse comportamento atávico.

Nós humanos temos essa escolha que os animais normalmente não têm. Do impulso à ação, os animais não têm quase nenhum mecanismo de controle. Eles oscilam do contentamento à irritação, da valentia ao medo, do repouso à caça, em questão de frações de segundo. E isso é inteiramente consistente com a sobrevivência dessas espécies.

E novamente o argumento de modelo se aplica:  por essas e outras razões, não faz sentido os humanos adotarem os animais como modelos de comportamento.
Abraço,
Fernando

 

 

 

Please follow and like us: