Flávia Lippi

 

Aos 32 anos, Flávia comanda há oito o programa Repórter Eco da TV Cultura. O tema cai como uma luva para ela que além de defender a natureza e um estilo de vida mais equilibrado na frente das câmeras, também faz isto em sua vida pessoal.

É vegetariana com muito orgulho e vê na sua alimentação a base para uma vida mais feliz e plena.

Com muita simpatia, conversou com o Cyber Diet e deu um exemplo de como se manter bem começa antes de tudo na cabeça…

ENTREVISTA AO CYBER DIET

O que te levou a adotar a alimentação vegetariana?
Como jornalista e desenvolvendo há mais de 10 anos, um trabalho que visa a melhoria da qualidade de vida no planeta, acho coerente não ser cruel e, portanto não ingerir animais mortos. Não é apenas uma questão de fazer bem ou mal ao organismo. É também uma questão de consciência. Não acredito em defesa dos animais "domésticos", acredito no respeito divino pela vida. Todos os animais são iguais em seu nascimento e têm o mesmo direito de existir.

Como os vegetarianos suprem a necessidade de alguns nutrientes importantes para nosso organismo de origem animal (ferro e cálcio, por exemplo)?
Da mesma maneira que existe até hoje um tolo impasse entre alopatia e homeopatia, medicina chinesa e medicina ocidental, acumpultura e medicina tradicional, sempre haverá carnívoros x vegetarianos. Minha alimentação só restringe três tipos de alimento: carne vermelha, carne de frango, carne de peixe. Portanto, a variedade alimentar do vegetariano é proporcionalmente mais rica. O ferro, por exemplo, é encontrado na goiaba, frutas secas, cereais integrais, feijão, lentilha e folhas verdes. O cálcio pode ser encontrado em folhas verdes, melado, nabo, gergelim, amêndoa, tofu, leite de soja, leite animal, yogurt e queijos…

Você poderia nos dar um exemplo da sua refeição diária?

Café-da-manhã:

-Um pote de yogurte natural caseiro e granola reforçada com gergelim e outros grãos, fontes indispensáveis de ferro e outras vitaminas.
-Um suco verde (folhas) e frutas.
-Uma fatia de ricota ou outro queijo saboroso.

Lanche das 10:00
– Uma fruta ou uma barra de cereais.

Em qualquer lugar podemos encontrar uma saladinha. Das mais simples as mais sofisticadas. E em muitos restaurantes existe a possibilidade de encontrar arroz integral. No restaurante da TV Cultura mesmo, existe esta opção.

Almoço
– Um pratão bem grande de verduras, legumes e arroz integral (moderado).

Lanche das 16:00
– Um suco verde, ou suco de frutas ou uma fruta ou até um yogurte.

Se for jantar de negócios ou com uma amiga. Esqueça daquelas entradinhas com pão, patês e frios. Opte por verduras ou palmito ecológico.

Jantar
– O mesmo que o almoço, ou um prato de sopa delicioso, uma massa light, uma torta salgada…

Antes de dormir:
– Uma xícara de leite com canela.

Durante o dia tomo mais de dois litros de chá, sem cafeína e muita água. Principalmente água de coco.

É você quem prepara suas refeições do dia-a-dia?
Tenho uma empregada que está comigo há muitos anos e hoje já é vegetariana e sabe preparar os pratos com saúde. Adoro cozinha, então tiro um dia da semana para fazer uma prasãdam. Prasãdam é o princípio do vegetarianismo espiritual.

De que maneira você consegue enfrentar o seu dia agitado sem comer alimentos calóricos como snaks, salgados e refrigerantes?
Com consciência. Na prática é bem simples. Troque a coca-cola por um suco ou uma água-de-coco. Troque o pão com manteiga por uma fruta, um yogurte ou até um pão integral. Troque o queijo prato por um queijo branco. Prefira uma barra de cereais a uma barra de chocolate. Prefira um picolé de frutas a um de massa ou chocolate.

Há quanto tempo você mantém seu peso?
Há 10 anos. Sempre que abuso faço uma restrição alimentar e me desintoxico. Só não vivo com a cabeça na balança. Não há possibilidade de saúde quando o peso é um problema. Inconscientemente as pessoas se sentem privadas da alimentação cada vez que dizem que estão sob dieta. Devemos repensar a forma de usar a palavra e incorporar em nossa dia-a-dia a felicidade de encontrar uma dieta alimentar coerente com nossas necessidades diárias e quando necessário administrar uma restrição alimentar. Peso é definitivamente uma questão de consciência alimentar, amor próprio e visualização do próprio espelho.

Você pratica atividade física ou o corre-corre diário não te dá tempo para os exercícios?
Faço capoeira pelo prazer de aprender. Sempre achei uma arte maravilhosa e totalmente anti-stress. Faço dança do ventre pela sensualidade e alimento da feminilidade, yoga pela saúde física e mental e por fim uma academia para ficar durinha.

Berinjela Recheada indicada pela apresentadora:
         
1 porção = 1/2 berinjela recheada (620g cada)
número de porções = 4
Valor nutricional e calórico
por porção
calorias = 512  kcal
carboidratos = 36.5 g
proteínas = 31.2 g
lipídios = 27.2 g
 
Ingredientes

– 2 berinjelas cortadas ao meio sem o miolo
– 1 lata (250 g) de purê de tomate
– 1 xícara (chá) de miolo de pão torrado
– 2 abobrinhas cortadas em cubos pequenos
– 500 g de queijo mussarela ralado
– 1 pitada de óleo de gergelim ou ghi
– 1 1/2 colher (chá) de pimenta-do-reino
– 1 1/2 colher (chá) de sal
– 1 pitada de assafétida
– 1 colher (chá) de suco de limão
– 1 colher (sopa) de folhas de manjericão
– 1 colher (sopa) de orégano
– óleo para besuntar

Modo de Preparo

Pegue uma frigideira, passe um pouco de óleo e frite as metades das berinjelas em fogo baixo por 10 minutos de cada lado. Reserve.
Para o Molho: em outra panela coloque um pouco de óleo, acrescente o gergelim, a assafétida, o suco de limão e o purê de tomate. Acrescente 1/2 xícara (chá) de água, sal e manjericão. Cozinhe em fogo médio por meia hora.
Para o Recheio: pegue outra panela besunte óleo junte a pimenta, a abobrinha cortada, sal e refogue em fogo alto por cinco minutos. Acrescente o miolo de pão e abaixe o fogo. Coloque o recheio nas berinjelas, cubra com o molho e polvilhe a mussarela ralada. Leve ao forno para gratinar, acrescente orégano e sirva quente.

 

Please follow and like us: