Contracapa

Luc Vankrunkelsven

Enquanto milhares de navios cargueiros cruzam os oceanos e aviões de carga procuram se desviar nos céus, o planeta Terra está aquecendo a olhos vistos. Uma parcela significativa da carga dos navios é composta de soja, o grão milagroso: farelo de soja como ração animal – entre outros para aves, suínos, bovinos e peixes, na Europa, China e Japão. O óleo de soja é convertido, cada vez mais, em biodiesel. O primeiro livro de Wervel-Editora Gráfica Popular/Cefúria, Navios que se cruzam na calada da noite – Soja sobre o oceano, trata da sobrecarga ambiental desenfreada que tudo isto provoca. O livro é um grito de indignação com tanta injustiça ambiental e social. Guerra no campo.

 

O objetivo de Wervel – Grupo de trabalho por uma agricultura justa e sustentável, Bruxelas, Bélgica – não é só analisar e denunciar. Junto com FETRAF-SUL/CUT, no Brasil, e FERM LOCAL (agricultores belgas que retomaram o cultivo de suas próprias proteínas vegetais) estamos trabalhando na busca de alternativas.

 

O autor deste livro vive e trabalha parte do tempo no Brasil, parte na Europa. Frei Luc Vankrunkelsven descreve em Aurora no campo. Soja diferente como os agricultores e suas organizações lidam de maneira diferente com soja e proteínas. Em crônicas curtas ele ilustra a criatividade dos agricultores e das agricultoras na construção conjunta de uma agricultura mais sustentável. Ele defende que o consumidor também assuma sua responsabilidade nisso. Os fluxos globais de ração animal devem ser urgentemente reduzidos. A valiosa soja pode ser utilizada de outra maneira. Enquanto isso, lavouras e florestas irão se recuperar. A criatividade dos agricultores e a biodiversidade se unem neste objetivo.

 

Wervel conclama a todos, também por meio deste livro, para que os ciclos ecológicos se fechem novamente em ambos os lados do oceano. Pense globalmente, alimente-se localmente.

Paz no campo.

Please follow and like us: