Aquecimento da Terra e nosso estilo de vida.

 

E o que é que está me preocupando? “Para onde vão os restos de carne? Para os cães? Para porcos e galinhas? Ou são simplesmente jogados no lixo, na esperança de que os urubus aproveitem alguma coisa?” (1)

Hoje, todos os restos são jogados diretamente no lixo. E eu temo que, nos restaurantes brasileiros, aconteça o mesmo. Nos hotéis. Nos hospitais. Nas casas de família. E corta meu coração: tanta floresta, tanto cerrado, tanta água, tanta erosão, tanta emissão de metano do gado, tanto aquecimento da Terra (2) desaparecendo na lixeira. Sem parar para pensar. Como é que posso tocar neste tema de maneira sutil e sincera, mas sem recriminar? Afinal, na Europa, 50% de um boi também é considerado ‘descarte’. Devido ao medo do mal da vaca louca. Por que é que eu – enquanto europeu pretensioso – acho que posso falar alguma coisa?!

 

Nos últimos dias trabalhamos intensamente num novo programa educacional ‘Agricultura Familiar, Sociedade e Meio Ambiente’. Um documento de trabalho consistente foi elaborado para os 20 grupos de 30 participantes cada, e que nos próximos meses vão participar do programa. Os jovens, com seu ‘Consórcio da Juventude’, têm um programa semelhante, com 22 grupos. As mulheres do ‘Projeto Mulher’ desenvolvem sua dinâmica em 22 grupos, também com 30 mulheres cada. Ou seja, há muita coisa acontecendo em diferentes frentes. Vários exemplos, bons e concretos, do consumo excessivo de carne e da pegada ecológica exagerada são reproduzidos nas diversas publicações. O extenso desmatamento no próprio país e o avanço da agricultura para exportação são denunciados.

 

[Foto 55]

Churrasco faz parte do domingo, de festas, do lazer.

Tudo muito interessante e, para mim – enquanto pessoa de fora –, muito instrutivo, mas o grande ponto cego é realmente o consumo excessivo de carne, o aumento exponencial do consumo de carne ao redor do mundo. A população mundial dobrou nos últimos 50 anos, mas o consumo de carne e peixe quintuplicou. Este drama não aparece em lugar nenhum. E como poderia ser diferente, se seu país é o líder nas exportações de carne para mercado mundial? Como poderia ser diferente se você é criado dentro de uma cultura de grande consumo de proteína animal e, numa área de lazer, é recepcionado por 13 ‘churrasqueiras’?

Please follow and like us: