Aos adolescentes

Todos nós queremos o melhor. O vegetarianismo, não há a menor dúvida, é a melhor opção alimentar, com amplas e profundas implicações. Levem com orgulho o selo do vegetarianismo estampado no peito. Não se intimidem com críticas, com provocações, com os obstáculos que certamente encontrarão pelo caminho. 

O primeiro passo, o ovo-lacto-vegetarianismo, é o mais importante: é o grande passo que nos desassocia de atos sangrentos. Entre o ovo-lacto-vegetarianismo e o veganismo há um abismo continental que cada um deve procurar transpor sem culpa, respeitando o seu processo e o dos outros. Não esqueçam nunca que esta é uma tarefa hercúlea no mundo em que vivemos — exige muita força de vontade, muita determinação e muita coragem. 

Tenham sempre isso presente nos momentos de fraqueza, de dificuldade. Saibam também que os louros da vitória são certos e recompensadores. Ninguém, salvo quem adota uma dieta vegetariana, pode avaliar a sensação maravilhosa de não participar mais dos horrendos atos de crueldade ligados ao abate e à criação em condições execráveis de milhares e milhares de seres indefesos. Como benefícios extras, mas não menos importantes, ao adotarmos essa dieta fortalecemos nossa vontade e contribuímos para um mundo mais pacífico, mais saudável, mais justo, mais abundante e mais feliz. 

Não percam nunca o ardor e o entusiasmo, não se desiludam ao enfrentarem dificuldades — para todo problema há uma solução. Não aceitem nada com base na autoridade. Não aceitem teorias de segunda mão, procurem contrastar as premissas das teorias com sua própria experiência. Não aceitem fórmulas batidas que sabidamente não deram certo. Idéias regem o mundo. Estudem os sistemas dominantes no mundo. Olhem para os frutos desses sistemas. É isso o que queremos? 

Não caiam também na armadilha do ceticismo. É o que há de pior, pois paralisa nosso elã, nossa energia vital. Precisamos de algo novo que contemple o vegetarianismo em suas propostas. Não esqueçam: quem procura acha. A quem bate, a porta se abre. 

Procurem, tentem, batam!

Marly Winckler

Please follow and like us: