Material Contra a Farra do Boi

Fotos – Manifestação contra a Farra do Boi e Rodeios – Florianópolis 03 de abril de 2007 (4)

A manifestação prosseguiu, distribuindo panfletos para os motoristas:   Nas imediações (e dentro) do Mercado Público e do camelódromo de Florianópolis: Em frente ao TICEN (terminal de ônibus de Floripa).  Recolhendo assitaturas e conversando com as pessoas e com a imprensa, sempre com muita música e boas vibrações: Valeu pessoal! Valeu a participação de todos Os bois agradecem a união e a garra dos ativistas!   Jornal Notícias do Dia 04/04/2007   Jornal HoraSC 04/04/2007 . 

Fotos – Manifestação contra a Farra do Boi e Rodeios – Florianópolis 03 de abril de 2007 (3)

Ao som de "Que País É Este" os boi foram farreados e abatidos: Uma cena que comoveu muita gente que passava pelo centro na hora do rush. Fazendo as pessoas pensar:  O que há de brincadeira na violência e na covardia?  O rebanho, antes feliz, agora estava morto, empapado no sangue uns dos outros:  Enquanto o público ouvia "The Final Cut", do Pink Floyd  e "A Paz", de Gilberto Gil: Uma criança tentou consolar os bois abatidos. Certamente ela sabe que a farra não é nenhuma brincadeira:   Só quando "Free me", da banda Goldfinger, (um hino da Libertação Animal)

Fotos Manifestação contra a Farra do Boi e Rodeios – Florianópolis 03 de abril de 2007 (2)

 o rebanho dançou "Honey" do Moby e depois    fez uma variação da coreografia de "Praise You" do Fatboy Slim   Mas, no final da coreografia,   Ao som de "Que País é Este" da Legião Urbana, O rebanho mascarado foi pego pelos farristas:    fotos – ir para a parte 3/4   fotos – parte 1/4 – A Dança do Rebanho Livre  fotos – parte 2/4 – A Farra Humana – O Rebanho dança Praise You e celebra a vida   fotos – parte 3/4 – O Rebanho é Abatido pelos Farristas fotos – parte 4/4 – A manifestação

Fotos – Manifestação contra a Farra do Boi e Rodeios – Florianópolis 03 de abril de 2007

No início da noite de terça-feira santa (03 de abril de 2007), ativistas pela proteção e libertação animal se reuniram no centro de Florianópolis para coletar assinaturas contra a farra do boi. A manifestação teve elementos de teatro de rua. Ativistas vestidos com máscaras de boi mugiam enquanto dançavam contentes por serem livres. Mas, ao final de sua dança da Liberdade, os bois foram capturados por farristas e manchados com sangue artificial, representando a dor, sofrimento e morte dos animais que são envolvidos nas farras do boi, nos rodeios e nas touradas. Entidades participantes: Instituto Ecosul, WSPA, SVB grupo Florianópolis,