Navios que se cruzam na calada da noite – Luc Vankrunkelsven

Navios que se cruzam na calada da noite – Introdução – Luc Vankrunkelsven

 Soja sobre o oceano Navios Noturnos A história foi fortemente determinada pela evolução das embarcações e da navegação. A Grécia Antiga se dispôs a sacrificar suas florestas e solos férteis pelo controle militar do Mar Mediterrâneo e regiões vizinhas. No ano de 1492, Cristóvão Colombo partiu em sua expedição. Ele acreditou que havia aportado na Índia – mas na verdade, foi parar na América. É por isso que, por comodidade, até hoje chamamos a população nativa de ‘índios’. Do ponto de vista europeu, há mais de cinco séculos, fala-se de um ‘descobrimento’. De Colombo como o descobridor ou, segundo alguns

Um vegetariano na ‘capital da carne’ – Luc Vankrunkelsven

06 11 21 Este dia está sob o signo da ‘carne’. Chapecó = terra da carne, mas também ‘Capital da agroindústria’ e ‘Capital da agricultura familiar’. É evidente que isto implica numa constante disputa por espaço e reconhecimento. Os grandes representantes da agroindústria – Sadia, Perdigão, Aurora – estes são reconhecidos nas ruas e praças.. Eles possuem suas revistas, suas propagandas na TV. Seus caminhões refrigerados. Seus frigoríficos. Defensores de seus interesses nas diversas instâncias governamentais existentes no país. Eles contam com o ‘vento a favor’ graças à ideologia de liberalização proclamada pelo ‘imperador’ Organização Mundial do Comércio (OMC). Com

Soja e os banqueiros – Luc Vankrunkelsven

Na primeira publicação de Wervel, em setembro de 1990, falávamos do poder do capital financeiro. Tratava-se de uma análise da Política Agrícola Comum na Europa (1). O capital financeiro representa o entrelaçamento dos banqueiros com diversos ramos do agronegócio. Juntos eles moldam o modelo agrícola dominante. Em todo o mundo, eles mantêm agricultores e agricultoras sob controle. Ou, dito de maneira mais dura: o capital financeiro exaure, sistematicamente, o meio rural e sua população.   Capital financeiro internacional Tendo a Política Agrícola Comum como instrumento, este processo pôde ser consolidado na União Européia. Dia após dia, entra ano, sai ano,

Projeto de Intercâmbio ‘OMC e fluxos de alimentos Brasil-Europa’ – Luc Vankrunkelsven

Agricultores flamengos e brasileiros querem participar das decisões. Introdução De fevereiro 2004 até junho 2005 ocorreu o projeto de intercâmbio apoiado pelo governo flamengo entre agricultores flamengos e brasileiros: entre Wervel* e Fetraf**.  Objetivos do projeto: – Adquirir uma visão dos processos comerciais internacionais em torno de alimentos; também uma visão sobre as conseqüências no plano ecológico e social para os agricultores, tanto no Norte quanto no Sul; – Promover a solidariedade internacional entre os agricultores; – Trabalhar a produção de culturas ricas em proteínas e o processamento local das mesmas; – Desenvolver estratégias para influenciar as políticas em torno