30 motivos reais para seguir uma dieta vegetariana

Saiba por que razões tanta gente está aderindo a este tipo de alimentação e quais cuidados devem ser tomados para evitar carências nutricionais

POR MELISSA DINIZ
FOTO MÁRIO LEITE
PRODUÇÃO SANDRA TIR

PARA A MAIORIA DAS pessoas que decidem se tornar vegetarianas, um bom motivo já é suficiente. No caso da jornalista Silvia Avanzi Calvoso, o amor aos animais falou mais alto. Militante ativa em defesa dos direitos dos bichos, ela não admite a idéia de sacrificar outro ser vivo para comer: "Ser vegetariana é o que torna a minha vida mais do que especial e acredito que a humanidade só vai dar um salto na sua evolução quando qualquer tipo de exploração animal for abolido", desabafa. Já para a terapeuta corporal Puja Punita, uma intolerância alimentar foi o estopim para a mudança: "Eu passava muito mal sempre que comia carne. Sentia o estômago pesado, cansaço e até dor de cabeça. Era como se meu corpo gastasse muita energia para digeri-la. Não valia a pena", conta. Há ainda razões religiosas, filosóficas, hábitos familiares e o receio de desenvolver doenças relacionadas à ingestão de carne. Sem falar no recente aparecimento de epidemias como a da vaca louca e da gripe do frango. Seja qual for a razão, o fato é que o número de vegetarianos vem crescendo em todo o mundo. Embora não haja estatísticas confiáveis sobre a questão em nenhum país, sabe-se que a procura por alimentos estritamente vegetais tem aumentado, seja nos supermercados, restaurantes ou nas grandes redes de fast-food, que já servem saladas, frutas e chás. Para se ter uma idéia, apenas no site de relacionamentos Orkut existem centenas de comunidades que discutem a polêmica, e isso só em língua portuguesa.

Please follow and like us: