21. E se eu estivesse usando um animal que já estivesse morto?

21.  E se eu estivesse usando um animal que já estivesse morto? 

Há duas maneiras de interpretar essa questão. Primeiro, a pessoa pode estar dando a desculpa "mas eu não matei o animal", segundo, a pessoa pode estar perguntando a respeito da moralidade em usar o corpo de um animal que morreu naturalmente (ou por alguma outra causa não associada com a demanda por produtos animais, como por exemplo, um atropelamento). 

Para a primeira interpretação, nos devemos rejeitar a desculpa. O assassinato de animais para obter sua carne, por exemplo, é feito sob pedido (através da demanda do mercado), e com o apoio financeiro (através do pagamento) dos consumidores finais. Essa cumplicidade é indisfarçável. A sociedade não admite inocência naqueles que compram mercadorias roubadas só porque "eles não cometeram o roubo". 

Para a segunda interpretação – o uso de animais mortos naturalmente – não parece haver dificuldades morais envolvidas. Várias pessoas não usariam produtos animais assim obtidos por motivos estéticos. (Quantas pessoas estariam dispostas a usar membros ou  peles de pessoas falecidas?) Certamente, as mortes naturais não poderiam satisfazer a grande demanda de produtos animais que existe hoje em dia;  produtos sintéticos e não-animais seriam necessários. 

Outras pessoas poderiam evitar o uso de animais mortos naturalmente porque elas sentem que isso encorajaria a demanda por produtos animais em outras pessoas, demanda essa que poderia ser satisfeita por métodos escusos. 
DG 

[Além disso, consumir os produtos sintéticos equivalentes aos produtos de origem animal seria um bom incentivo à industria de produtos alternativos, o que conseqüentemente favoreceria a diminuição do consumo de produtos animais, tanto influenciando outros consumidores quanto fazendo a industria sintética ter ganhos de produtividade (o que leva a preços mais baixos para o produto sintético). Nota do Tradutor] 

Essa pode ser vista como uma questão de respeito pelos mortos. A maior parte dos humanos sente repulsa à idéia da violação de sepulturas por essa razão. Animais mortos naturalmente deveriam, sob essa visão e no mínimo, serem deixados em paz em vez de serem reciclados como parte de um processo industrial. Inclusive, no Egito antigo, o costume era a mumificação dos gatos. 
AECW 

Você acabou de comer um alimento de origem animal, mas por mais que o matadouro esteja escrupulosamente a quilômetros de distancia, ainda há cumplicidade. 
Ralph Waldo Emerson (escritor) 

Please follow and like us: